quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

HÁBITOS

"Os bons hábitos são teus melhores amigos; preserva seu poder, alimentando-os continuamente mediante boas ações. Os maus hábitos são teus piores inimigos; te forçam a atuar contra a tua própria vontade, a adotar uma conduta nociva. Deterioram tua vida física, social, moral, mental e espiritual. Não continues alimentando teus maus hábitos com más ações; deixa-os morrer de inanição.

A verdadeira liberdade consiste na capacidade para seguir, em toda atitude, o curso indicado pelo discernimento correto e pela livre escolha. Por exemplo, come aquilo que te beneficiará e não necessariamente aquilo a que estás habituado.

Tanto os bons como os maus hábitos requerem um certo tempo para adquirir poder. Maus hábitos crônicos podem ser substituídos por bons hábitos, sempre que se cultivem estes últimos pacientemente.

Desaloja de ti os maus hábitos, mediante o cultivo de bons hábitos em todos os aspectos de tua vida. Como filho de Deus, estás livre de toda compulsão interior; fortalece em ti a consciência desta liberdade."

(Yogananda)

quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

O RELACIONAMENTO AMOROSO

"Sabemos pouco do amor, da sua extraordinária ternura e poder. Muito facilmente usamos a palavra «amor; o militar usa-a, o carniceiro usa-a, o homem rico usa-a, assim como o rapaz e a  moça. Mas sabemos pouco do amor, da sua vastidão, da sua imortalidade, da sua profundidade. Amar é ter consciência da eternidade.

O relacionamento é uma coisa estranha; muito facilmente caímos na habituação a um relacionamento particular, onde as coisas são tomadas como garantidas, com a situação aceita, não se tolerando qualquer variação; não se considera nenhum movimento em direção à incerteza, mesmo por um segundo. Tudo é de tal modo regulado, tornado «seguro», bem amarrado, quando não há qualquer hipótese de frescura, de um respirar revivificador. A isto, e a muito mais, se chama relacionamento. Se observarmos de muito perto, verificamos que o verdadeiro relacionamento é muito mais sutil, mais rápido que um relâmpago, mais vasto do que a Terra, pois ele é vida. A vida é conflito.
Queremos fazer do relacionamento uma coisa grosseira, rígida, manipulável. Deste modo, ele perde a sua fragrância, a sua beleza. Isto surge porque não amamos, e o amor é certamente a maior das coisas, pois nele acontece o completo abandono de nós mesmos. (...)

É preciso grande inteligência para um homem e uma mulher se esquecerem de si mesmos, para poderem viver juntos, não se rendendo um ao outro ou não sendo dominados um pelo outro. O relacionamento é a coisa mais difícil da vida."

(J. Krishnamurti, em "Cartas a uma jovem amiga")

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

LUZ

"Onde há luz, a escuridão não pode entrar.
Não importa quanta escuridão exista, mesmo se a luz é mínima, a escuridão não pode permanecer.
Mesmo se eu tiver apenas a chama de uma pequena vela, ela começa a romper a escuridão.
Se eu aumento minha luz, a escuridão diminui.
Se eu aumento a luz mais ainda, ela não só acaba com a escuridão mas começa a transformar tudo por onde passa."

(BK)

JARDIM...

"O que é que se encontra no início?
O jardim ou o jardineiro?
É o jardineiro. Havendo um jardineiro, mais cedo ou mais tarde um jardim aparecerá.
Mas, havendo um jardim sem jardineiro, mais cedo ou mais tarde ele desaparecerá. 
O que é um jardineiro? Uma pessoa cujo pensamento está cheio de jardins.
O que faz um jardim são os pensamentos do jardineiro. O que faz um povo são os pensamentos daqueles que o compõem."

 (Rubem Alves)

INTUIÇÃO

"Todos nós temos uma sabedoria inata dentro de nós. Isso é chamado de intuição. 
Ela sempre sussurra para mim tentando me guiar, mas, às vezes, não consigo ouví-la. Quando estou muito ocupado pensando, o barulho da minha mente ocupada me impede de ouvir a sabedoria do meu coração. 
Quando relaxo a mente, eu posso ouvir meu bom senso intuitivo e uso isso para guiar minha tomada de decisão e minha resposta aos outros."

(BK)